Por que os canos dos condomínios entopem?

jul
14
Por bolder
Comentários

Os condomínios são construções complexas que aglomeram um número enorme de pessoas convivendo me maneira muito próxima. Devido a esta proximidade, os condôminos acabam tendo que dividir áreas comuns e toda a infraestrutura do local. Isso inclui também, é claro, as tubulações.

Muitas vezes em uma casa com apenas uma família, mesmo com inadimplência com o que é jogado pelo ralo, acabam não sofrendo danos devido ao número reduzido de pessoas dentro da moradia. Já em condomínios, quando existem muitas pessoas tendo irresponsabilidade com a tubulação, pode facilmente gerar o entupimento da mesma, devido a grande quantidade de resíduos.

Por que os canos entopem?

Não existe segredo, os canos entopem, principalmente, por dois motivos básicos:

1) FALTA DE MANUTENÇÃO PREVENTIVA:

Um condomínio que se preocupe com a manutenção de sua tubulação e ralos dificilmente terá problemas emergenciais. Mas será que esta é a realidade da maioria deles?

Quando houver a possibilidade, em assembleias, converse com seu síndico e com os outros moradores sobre a manutenção preventiva da tubulação. Mesmo tendo contrato com empresas de manutenção, é sempre melhor prevenir do que remediar. Em alguns casos, como problemas ocorrido nos fins de semana, por exemplo, podem ser cobrados também custos adicionais. E este tipo de problema nunca acontece quando estão todos preparados, não é mesmo?

O recomendado é que a limpeza da tubulação seja feita, pelo menos, duas vezes ao ano para evitar entupimentos. Assim, todos conseguem evitar custos imprevistos na tarifa do condomínio no final do mês.

2) DESCARTE INCORRETO DE MATERIAIS:

Você pode achar que os materiais encontrados no meio de um entupimento são apenas restos de comida e papel higiênico, mas na verdade é muito comum itens como absorventes, fraudas, palha de aço e preservativos estarem causando dano a tubulação.

O maior inimigo da tubulação: o óleo de cozinha usado

Talvez jogando o óleo de cozinha no ralo após o seu uso você imagine que ele deslize até chegar ao destino das ETAs, não é mesmo? ERRADO. O óleo de cozinha usado, em contato com outros produtos, sofre reação e acaba virando uma grande massa, segurando também outros materiais que foram descartados de forma inadequada.

Com a crosta de óleo formada, a água é impedida de passar, ocasionando entupimento. Então, quando quando os canos dos condomínios entopem, são uma série de materiais que, somados ao óleo, enrijeceram e geraram o problema.

Além do dano para o condomínio, ainda existe o dano gerado ao meio ambiente. Caso a tubulação estoure e espalhe os materiais pelo solo, pode contaminá-lo. O óleo de cozinha usado em contato com o solo torna-se um impermeabilizador, não deixando que a água desça e entre em contato com as raízes da vegetação. Ele também contamina a água potável: a cada um litro de óleo sujo, 20 litros de água limpa são contaminados.

QUERO OLIPLANET PARA O MEU CONDOMÍNIO

Como prevenir que o óleo de cozinha atinja a tubulação?

Prevenir que o óleo de atinja a tubulação é muito mais simples e divertido do que você pode imaginar: basta usar Oliplanet! O Olilanet é se encaixa perfeitamente em qualquer modelo de garrafa PET e é feito de materiais específicos para não corroerem na passagem do óleo até a garrafa. Lembrando que o ideal é sempre inserir o óleo de cozinha usado na garrafa depois que já tiver resfriado, pois o Oliplanet resiste ao calor, mas a garrafa não.

Com a garrafa cheia de óleo, basta fechá-la e levá-la até uma recicladora. Onde ele irá se transformar em tinta, ração, sabão e muitos outros produtos. Sem atingir o solo, os aquíferos e a natureza. Retornando para você como forma de produtos sustentáveis.

Leve esta ideia para a reunião do condomínio. Se todos usarem Oliplanet, sua tubulação e a natureza estarão protegidas.


QUERO OLIPLAET PARA O MEU CONDOMÍNIO

comentários

Deixe seu comentário